Locação

Por instituto LCA 05/09/2020

A Batalha do Avahy - Pedro Américo

A tela “A Batalha do Avahy” de Pedro Américo, que retrata a Guerra do Paraguai, será o ponto de partida de nossa coluna. Suponha que a ação nessa tela seja um frame de uma cena de um filme, ou de uma série, ou mesmo de um capítulo de novela.

se pronto no dia das filmagens (ou gravação)?

Quantos profissionais, técnicos, atores, figurantes e terceiros estiveram envolvidos naquela realização? Que recursos foram mobilizados para que tudo estivesse pronto e assim garantir o resultado artístico pretendido?

Muitas são as etapas até se chegar ao set e verificar que tudo está pronto. Vamos, a partir dessa tela, buscar o entendimento e passar pelas etapas, esmiuçando o processo de produção em externas.

Nosso assunto de hoje será: locação. Uma das primeiras ações que um produtor precisa tomar para iniciar todo o processo de produção para que as filmagens em externa aconteçam.

Considerando já aprovados texto, projeto e equipe de criação alocadas, vamos a pergunta: onde ambientar a cena? Qual será a locação onde se crie a atmosfera ideal que nos ajudará a contar essa história? Quando o texto não explícita o local ou não é possível a operação de captação no local original, a direção artística, de arte e o fotógrafo norteiam através de pesquisas e referências. O entendimento dessa visão artística, ou briefing, é fundamental para que o produtor de locação possa iniciar sua pesquisa e levantamento das possibilidades.

O local original da Batalha do Avahy foi no Paraguai, mas nosso set será ambientado no Rio Grande do Sul. Para onde parte nosso produtor, que tem o desafio de encontrar um local que seja um ‘campo aberto com um rio ao fundo’, onde terá lugar nossa batalha épica.

O produtor de locação precisa considerar um número enorme de variáveis para que uma locação seja a melhor possível, do ponto de vista artístico e de produção. A locação não é somente aquela cinematograficamente ideal, muito embora essa premissa seja a mais importante. Ela deve também atender às necessidades logísticas da produção. Acesso, deslocamento viável, boas condições para a operação técnica, permissões possíveis de serem obtidas, são algumas delas. De que adiantaria uma locação espetacular onde não há estrada para acesso, o órgão ambiental não autoriza ou uma cachoeira ruidosa inviabiliza a captação dos diálogos?

Por isso o produtor precisa estar muito atento e ter uma visão abrangente e integrada das necessidades da produção e entregar a melhor locação do ponto de vista de cada departamento envolvido na execução. Vamos lembrar que em produção quase sempre é possível criar as soluções a partir da avaliação do impacto logístico e de orçamento.

E como se chega a essa locação? Briefing na cabeça e pé na estrada. Nos casos de pesquisa de locações fora da sua base de atuação, u,m produtor local com familiaridade com a região muitas vezes é necessário. Ele aciona sua network e os contatos vão surgindo. Eu sempre optava por um papo inicial na secretaria de turismo da cidade. Funciona muito porque você conversa com pessoas que conhecem bem a região, seus atrativos e te ajudam a levantar contatos. No mais, é “gramar estrada”, buscando os locais que se adequem ao seu briefing. Muitas vezes esses locais podem ser de administração de órgãos públicos e isso envolve diferentes ações. Requer muitas vezes cumprir procedimentos, prazos, enviar ofícios, até que você possa ter acesso para uma visita inicial.

Feliz o dia em que você bate os olhos num local e diz: achei!

Daí, o trabalho apenas começou! O produtor trata de colher material através de fotos e vídeos, para as primeiras impressões da direção. Normalmente um scouting location é marcado, com a participação de diretor, diretor de arte, fotógrafo e produtores, para a aprovação final daquela locação. E, então, se você tem a autorização, a aprovação da equipe artística e a logística é viável, seu desafio está concluído. Ufa!

Muito trabalho ainda aguarda esse time de produção, que, a partir de agora, precisa: montar um orçamento baseado em um cronograma. E esse será nosso próximo assunto: Orçamento. Como conhecer os custos de se levar uma equipe de cerca de 100 pessoas do Rio de Janeiro (ou São Paulo) até o Rio Grande do Sul para a realização desse mega evento? Como calcular esses custos? Como saber se é viável? Vamos mergulhar nisso juntos?

Até a próxima, amigos.

Notas de rodapé:

Produtor de locação: Na indústria cinematográfica ou de TV, o principal trabalho do produtor de locação é pesquisar e garantir os locais perfeitos para as filmagens. O produtor de locação lida com o lado criativo de encontrar locais apropriados, mas também lida com a logística necessária para que o local funcione, como pagar os proprietários, obter permissões etc.

Frame: Cada um dos quadros ou imagens fixas de um produto audiovisual; foto.

Set: Ambiente, local onde o filme será gravado

Scouting location: Em produção de cinema ou TV, significa o reconhecimento de lugares para gravar programas de televisão ou filmes. Locais externos ou internos,para servir como cenário para cenas retratadas em um script. O reconhecimento desses locais é uma parte importante do processo de pré-produção.

75 visualizações